Enfermeiros do Hospital do Açúcar são atualizados sobre novo protocolo de intercorrência cardiorrespiratória

Enfermeiros do Hospital do Açúcar são atualizados sobre novo protocolo de intercorrência cardiorrespiratória

10:54 25 abril in Últimas Notícias

Para garantir atendimento com segurança, aperfeiçoar habilidades e conhecimento da equipe de enfermagem frente  às intercorrências cardiorrespiratórias, a gerência de enfermagem do Hospital do Açúcar, por meio do Núcleo de Educação Permanente do (NEP), ofereceu aos enfermeiros da unidade um treinamento sobre o Novo Protocolo de Parada Cardiorrespiratória, ministrado pelo médico intensivista, Ernan Filho, nesta terça-feira (19).

O conteúdo do treinamento foi repassado ao grupo na teoria e também na prática, com ajuda de um boneco próprio, atualizando o procedimento padrão a ser seguido pelos profissionais do hospital diante do atendimento ao paciente em uma possível situação de parada cardiorrespiratória.

Segundo a gerente de enfermagem do Hospital, Marcelle Perdigão, esta é mais uma ação que integra a prévia da semana de enfermagem, que acontecerá de 23 a 25 de maio, onde o treinamento será ampliado para os técnicos.

“Nós temos um hospital com 279 leitos ativos e diversos serviços de alta complexidade e a equipe precisa estar preparada para atendimento de emergência, e a parada cardiorrespiratória é uma delas, sendo considerada a situação mais crítica. Cada profissional tem o seu papel definido nesta assistência, mas nós, os enfermeiros, somos os que estamos 24 horas por dia ao lado do paciente, somos nós que identificamos e prestamos o primeiro atendimento”, salientou.

Ainda de acordo com a gerente, a ação também está voltada ao Núcleo de Segurança do Paciente, implantado recentemente pelo Hospital.

“Precisamos ter um olhar sempre atento aos nossos pacientes. Neste  caso, em 90% das situações que antecedem a parada o paciente sinaliza que este evento vai acontecer. O enfermeiro tem que ter este olhar clínico para antecipar-se aos fatos”, explicou.

A enfermeira da unidade coronariana, Krisia Barbosa, também concorda que o sucesso do atendimento dependente da atuação da equipe. “O enfermeiro precisa executar a orientação do protocolo com conhecimento e segurança a fim de socorrer o paciente em qualquer situação de risco. O profissional bem preparado consegue desempenhar seu papel com agilidade e tomada de decisão pontual”, salientou.